Melhor Investimento hoje no Brasil e no Mundo

por Tasso Lago, em 21 de fevereiro de 2022

Engenheiro, Pós Graduado em Finanças Corporativas pela COPPEAD/UFRJ e Mestre em Corporate Finance pela Université de Bordeaux. Atuou como Analista Financeiro para o Banco da IBM - USA e para Fundação Getúlio Vargas como Inteligência de Mercado. Professor de Blockchain e Criptomoedas na COPPEAD/UFRJ. Atua como Gestor de Portfólio e Consultor Financeiro, tendo mais de 10 milhões de reais em ativos gerenciados.




O ano começou e você já está pesquisando como investir seu dinheiro, o que você deve fazer para começar, as principais dicas e como organizar as suas finanças para poder não só investir e fazer o seu dinheiro render, como também manter as contas em dia e estar sempre no azul, certo?

Essa é uma pergunta comum, mesmo entre os investidores mais experientes, principalmente se tratando de um ano eleitoral no Brasil, onde a disputa política acaba por influenciar, positiva ou negativamente, o cenário econômico do país.

Mas para te ajudar a escolher onde investir, a gente separou algumas dicas para você colocar o seu dinheiro nos ativos que tem a melhor prospecção do mercado. 

Como saber qual é o melhor investimento hoje?

melhor investimento hoje

Para saber qual é o melhor investimento hoje, é preciso entender o atual cenário econômico do país. A previsão dos economistas para 2022 é de um cenário claro de estagflação, que ocorre quando a economia segue estagnada porém a inflação está alta. Todo esse cenário tem um componente extra, que pode fazer a economia mudar de rumo em pouco tempo: as eleições presidenciais.

Com o cenário político-econômico de pano de fundo, analistas resumem dizendo que as perspectivas para 2022, segundo matéria publicada pela CNN Brasil, são de um ano onde o mercado externo vai subir mais que o mercado interno. Outro ponto ressaltado na publicação é que investimentos com renda fixa devem ser melhores que a Bolsa de Valores, por exemplo.

Com base nas análises, também é possível afirmar que os investimentos no mercado exterior, principalmente o chinês, devem estar no radar daqueles que podem fazer investimentos fora do Brasil.

Com isso em mente, podemos dizer o seguinte: um dos grandes investimentos que podem ser feitos em 2022 é o mercado de criptomoedas. E porque isso pode ser dito?

O mercado das criptomoedas, tendo o Bitcoin como a mais conhecida, é regulado, de modo simples, pela lei da oferta e da procura. Ou seja, quanto maior a oferta, menor o preço e vice-versa.

Então, se você souber a hora certa de comprar e vender as criptomoedas, ou frações delas, a chance de obter bons lucros é bastante alta. 

Claro que você deve observar algumas coisas que vão influenciar na compra de criptomoedas. Por ser um mercado internacional, sofre influência direta da taxa de câmbio do dólar, então saber analisar o mercado como um todo e entender qual é a melhor hora para realizar a compra.

Mas, no geral, as criptomoedas podem ser uma opção excelente para quem quer investir esse ano.

Qual o melhor investimento hoje no brasil?

Com as análises que já falamos acima neste artigo, se você busca um investimento seguro e que tenha uma boa rentabilidade, o ideal é buscar ativos de renda fixa como os títulos do Tesouro Direto e títulos de bancos, como CDB, LCI e LCA. São opções de investimento que acompanham a alta dos juros, índice que deve sofrer com a alta este ano.

Mas, estes são títulos para quem pensa e tem um planejamento a médio e longo prazo. Quanto mais o dinheiro ficar investido, mais vai render com as taxas de juros atuais. 

Qual o melhor investimento hoje para curto prazo?

Falando dos investimentos a curto prazo, que são aqueles onde você pode resgatar o dinheiro investido em até um ano, existem algumas opções interessantes.

No mercado nacional, podemos citar alguns que são de renda fixa, porém também são de curto prazo.

  • Letra de Crédito Imobiliário (LCI);
  • Letra de Crédito do Agronegócio (LCA);
  • Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI);
  • Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA);
  • Debêntures.

Todos esses investimentos tem seus cálculos de rendimento baseado na taxa de juros do país, e quanto mais alta ela está, maiores os rendimentos.

Nesta lista podemos falar também das bitcoins, cujo valor gira em torno dos R$200 mil durante o mês de janeiro de 2022, tendo algumas variações para baixo ou para cima ao longo dos dias.

Qual o melhor investimento hoje para médio prazo?

Investimentos de médio prazo são aqueles onde o retorno financeiro ocorre em um período de 2 a 5 anos, a contar da data do investimento. Valendo o mesmo prazo para o resgate. No geral, recebem aportes feitos pelo investidor visando objetivos em prazos maiores, como a compra de um carro ou outro bem de alto valor.

Para que estes objetivos possam ser alcançados por meio dos investimentos de médio prazo, é fundamental que o investidor realize os aportes de maneira correta, analisando a rentabilidade e a liquidez do investimento. Desta forma, a sua organização financeira não será comprometida e os objetivos serão atingidos de forma planejada.

Investir em renda fixa, fundos multimercados e outros ativos pode ser uma boa opção para compor a sua carteira de investimentos a médio prazo.

Onde investir?

melhor investimento médio prazo

As opções de investimento a médio prazo, aquelas onde se planeja fazer o resgate no prazo de dois a cinco anos, são bem variadas.  Entre eles, podemos citar os Certificados de Depósito Bancário (CDBs), Letras de Crédito Imobiliário (LCIs), Letras de Crédito do Agronegócio (LCAs), Fundos Multimercados de baixa e média volatilidade, entre outras oportunidades de investimento com boa rentabilidade e baixo risco.

Vamos falar um pouco mais detalhadamente sobre essas opções abaixo.

Certificados de Depósitos Bancários (CDBs)

Os CDBs podem ser uma boa opção de investimentos seguros no médio prazo. Eles tem rendimento melhor do que a poupança e são garantidos pelo Fundo Garantidor de Crédito, sendo R$250 mil o limite para essa aplicação.

O principal conselho que podemos dar aos investidores desse título é dar preferência a instituições que pagam mais de 100% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário). Com isso em mente, é possível encontrar bancos de médio e grande porte que oferecem boa rentabilidade, especialmente nas aplicações de médio prazo, a partir dos 3 anos. Por isso, procure CDBs que estejam em linha com seus objetivos e com o tempo planejado de resgate para montar a sua carteira de investimentos a médio prazo.

Um lembrete importante sobre os CDBs. Neles, há a incidência de IR, com taxas que variam conforme o tempo de resgate da liquidez. As menores taxas, com desconto de 15%, para investimentos acima de 720 dias. A taxa sobre para 17,5% para resgates entre 361 e 720 dias, 20% quando o resgate é feito entre 181 e 360 dias e 22,5% para aqueles feitos em menos de 180 dias.

LCI e LCA para o médio prazo

A Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e a Letra de Crédito do Agronegócio (LCA) são modalidades de investimento em renda fixa, que consistem em títulos de crédito emitidos por instituições financeiras para financiar o setor imobiliário — no caso da LCI — e o agronegócio — no caso da LCA.

Além disso, os bancos emitem as LCIs e as LCAs para captar recursos de investidores e poder financiar, via alienação fiduciária, a aquisição de imóveis (LCI) ou de insumos necessários à expansão do agronegócio (LCA).

Com funcionamento muito semelhante ao CDB, os títulos são emitidos por instituições financeiras. Eles têm data de vencimento e ao final dele o investidor recebe o valor investido acrescido dos juros, cuja taxa foi acordada no início do processo.

Tanto o LCI quanto o LCA podem ser emitidos com taxa pré ou pós-fixada. Nesse segundo tipo, será escolhido um índice econômico como base para o cálculo da variação ao longo do período, como o IPCA, IGPM ou até mesmo a Selic.

Fundos Multimercados

Essa é uma opção bastante interessante para quem quer montar uma carteira de médio prazo. O investidor que quiser participar dos fundos multimercados deve adquirir uma determinada quantidade de cotas, que vão dizer o quanto ele receberá nos seus rendimentos no final do contrato ou quando o resgate for feito.

Assim como qualquer outro fundo, este também é administrado por um gestor. É ele quem vai avaliar o mercado e alocar o montante à disposição nos ativos que considerar adequado. Isso vai criar uma carteira de investimentos, diversificando e ajudando a manter os bons rendimentos.

O que nem todo mundo sabe é que este tipo de fundo pode ser tão conservador quanto os ativos de renda fixa. Isso faz com que os fundos multimercado de baixa ou média volatilidade sejam uma boa opção para acelerar seus objetivos.

Qual o melhor investimento hoje para longo prazo?

Se os investimentos a curto prazo são aqueles para serem resgatados em no máximo um ano e os de médio prazo são para resgatar em até 5 anos, os de longo prazo são aqueles que você faz o resgate depois dos 5 anos de investimento.

Nesse tipo de investimento, você pode apostar tanto nos investimentos de renda fixa como os de renda variável, principalmente porque você está pensando no futuro. 

Investimento a longo prazo na renda fixa

O maior benefício de investir a longo prazo em ativos de renda fixa é que a rentabilidade pode ser mais atrativa que títulos de curto e médio prazo.  Os melhores investimentos para isso são: LCIs e LCAs, Tesouro Direto e debêntures.

Já investimentos a longo prazo, com rentabilidade pós-fixada atrelada à inflação, como o caso do Tesouro IPCA+, funcionam como uma espécie de boia de proteção. Dessa forma, ao investir em um ativo com essas características, o investidor garante que o rendimento ficará sempre acima da inflação do período.

Investimento a longo prazo na renda variável

As ações negociadas na Bolsa de Valores muitas vezes sofrem oscilações acentuadas no curto prazo. É a volatilidade, que dificulta prever se um ativo de renda variável terá uma boa rentabilidade em um determinado período.

Em investimentos a longo prazo as cotações das ações tendem a seguir os fundamentos e os resultados das companhias. Dessa forma, quem investe em empresas sólidas, com crescimento constante e baixo endividamento, pode se beneficiar da geração de lucro dessas empresas.

Tabela de Conteúdos