Artistas do Spotify integrarão NFTs em seus perfis, testes começaram nos EUA

por Carol Fernandes, em 18 de maio de 2022

Graduada em Publicidade e Propaganda pela UNIB/SP e Produtora de Multimídia pelo SENAC/SP. Atuou mais de 12 anos em diversas empresas de tecnologia e em multinacionais na área de marketing. Atualmente é produtora de conteúdo e educadora cripto no canal Carolinvest.




Os artistas que divulgam músicas pelo Spotify começaram a integrar seus NFTs pela plataforma, podendo divulgar suas artes digitais. O Spotify é um dos maiores serviços de streaming de música, vídeo e podcast do mundo.

Com sede na Suécia, o Spotify tem tido boas aproximações do mercado de criptomoedas nos últimos anos. A primeira delas surgiu em 2020, quando uma vaga de emprego da empresa chamou atenção pelo mundo.

Apenas nos Estados Unidos nessa primeira fase de testes, o Spotify liberou para seus artistas testes com imagens em NFTs, que poderão ser divulgadas por eles.

O teste foi confirmado ao site TechCrunch, onde um porta-voz do Spotify disse que o teste ainda é pequeno e deverá ser assim por um tempo. Segundo ele, é comum que a empresa busque expandir as experiências de artistas e clientes.

Dessa forma, a rotina da empresa envolve testes frequentes com diversas tecnologias, ainda que não seja definitivo que a solução será de fato empregada.

Nos primeiros testes, o Spotify não cobra de seus usuários por intermediar a compra de NFTs em sites externos. Os tokens são vistos pelos usuários quando o artista do qual são fãs lança uma coleção em uma plataforma terceira, como a OpenSea, por exemplo, e divulga seu trabalho no aplicativo streaming.

Para o artista, usar sua conta para divulgar suas coleções além de suas músicas é vantajoso, podendo representar uma nova forma de rentabilizar seu trabalho e comunicar de apenas um lugar com seus fãs.